Psicologia Analítica, Cosmovisão e Ética

Amigos,

Publico aqui a introdução de uma palestra que apresentei no último  Simpósio do IPAC, instituto que me é muito caro.

O tema é bastante atual e nos convida à reflexão e, portanto, fiquem à vontade para deixar seus comentários.

“A arte de viver é a mais sublime e a mais rara de todas as artes”

(Jung)

“É necessário se espantar, se indignar e se contagiar.

Só assim é possível mudar a realidade”

(Nise da Silveira)

PSICOLOGIA ANALÍTICA, COSMOVISÃO E ÉTICA

Dulce Helena Rizzardo Briza

Há dias coloquei em meu blog um artigo de jornal que criticava a falta de ética de um fato político recente do congresso brasileiro. Fiz um link com alguns grupos que tratam da Psicologia Analítica no Facebook.

Qual não foi minha surpresa quando recebi o seguinte comentário:

- “Pensei que esse espaço fosse apenas para discutir Psicologia Analítica!!!!”

Fiquei pasma ao ler isso, pois para mim é muito claro que a psicologia abrange tudo o que diz respeito ao homem, à sociedade e à cultura em que ele vive.

Para meu alívio, uma colega se manifestou e referendou minha resposta àquela colocação, dizendo:

- “Um psicólogo alienado de seu tempo, da época histórica em que vive, do ambiente cultural em que está inserido, com as implicações políticas, econômicas, sociais em que vive, vai fazer o que com o paciente, propor uma mudança para um deserto?”

De fato, a pessoa só identificada com seu eu e sua psicologia perde o vínculo com a humanidade. Em meu livro “A Mutilação da Alma Brasileira” comento que o indivíduo deve assumir sua responsabilidade heroica de consciência social e que nossas intenções e erros nos levam a sermos o que somos. O processo de individuação não se dá por um recolhimento a uma torre de marfim e, inclusive, a responsabilidade social é um de seus elementos mais importantes. A personalidade bem equilibrada implica que o indivíduo saiba se ajudar e possa ajudar o próximo. Não podemos, portanto, ser alienados tanto da realidade individual quanto da coletiva.

Freud, com seu livro “O mal-estar na civilização”, Jung, em tantas palestras, escritos, como “Presente e Futuro”, “Aspectos do Drama Contemporâneo”, “Civilização em Transição” e outros, James Hillman, Luigi Zoja, Andrew Samuels e outros nos levam a refletir sobre a civilização e o momento político em que vivemos. E aí entra em cena visão que temos de nós mesmos e do mundo que nos circunda.

A Psicologia Analítica procura entender o rico e complexo universo da alma e tudo o que se refere ao Homem e ao mundo. Ela interfere também em sua cosmovisão.

Your email is never published or shared. Required fields are marked *

*

*

There was an error submitting your comment. Please try again.